formas de conciliar vida profissional, familiar e pessoal

Não levou o seu filho ao cinema no fim de semana passado, mas também não conseguiu concluir o relatório trimestral de vendas? Adiou mais uma ida ao ginásio por causa de um compromisso profissional inesperado? E qual o resultado? Vá lá, não é assim tão complicado adotar algumas formas de conciliar vida profissional, familiar e pessoal!

Sim, porque mais do que nunca, precisa de rever prioridades para equilibrar as diferentes áreas da sua vida. Afinal, quer aumentar esse quadro de stress e ansiedade ou, pelo contrário, quer manter a sua saúde física e mental e elevar a performance a nível profissional, pessoal e familiar?

Quer elevar a performance, claro! E nós vamos ajudá-lo a perceber como! 

Conheça 8 melhores formas de conciliar vida profissional, familiar e pessoal

Mas antes de passarmos às melhores formas de conciliar vida profissional, familiar e pessoal, importa perceber porque é tão difícil conciliar…

E há vários motivos! Antes de mais, muitos trabalhadores ainda não estão conscientes dos seus direitos nem da lei vigente. Não sabem que a Constituição da República Portuguesa e o Código do Trabalho dão ao trabalhador o direito à organização do trabalho em condições socialmente dignas, de forma a permitir a conciliação entre a atividade profissional e a vida familiar.

E mesmo os trabalhadores que conhecem a lei, nomeadamente o direito à maternidade/paternidade, têm receio de pedir flexibilidade de horário ou dispensa para assistência à família, por exemplo, sob pena de não progredirem na carreira ou, no limite, serem despedidos. Inclusive, a própria sociedade valoriza a quantidade de horas que as pessoas passam no trabalho.

Vê, erroneamente, esse indicador como sinónimo de progresso e competência. E nesse contexto, muitas empresas sentem-se de alguma forma amparadas para continuarem a ignorar o seu papel na vida pessoal e familiar das pessoas que empregam, sem perceberem que trabalho e família não são esferas opostas (mas sim esferas interligadas e sinergéticas) e sem adotarem boas práticas de conciliação.

Portanto, se se sente asfixiado, assoberbado em trabalho e com pouco tempo livre para a sua vida familiar e pessoal, continue a ler… e dê o primeiro passo!

Melhores formas de conciliar vida profissional, familiar e pessoal

Existem algumas estratégias para assegurar o seu bem-estar, saúde, felicidade e estabilidade familiar, e ao mesmo tempo aumentar a motivação e produtividade no trabalho. O que, consequentemente, aumentará o desempenho da empresa, principalmente se outros colaboradores lhe seguirem o exemplo!

Vamos conhecer essas estratégias?

Defina prioridades

Antes de mais, uma das principais formas de conciliar vida profissional, familiar e pessoal é definindo prioridades, sem medos! Afinal o que é mais importante para si, participar de um evento empresarial no próximo sábado ou assistir a um jogo de futebol do seu filho?

Se não se consegue decidir é porque sabe que ambos os programas são importantes: é importante o convívio com o seu filho, mas também é importante a formação profissional para evoluir na carreira, correto? Portanto, não há escolhas certas ou erradas.

Há, isso sim, uma necessidade de escolher com cautela, identificando o que é mais importante e conseguindo dizer “não” ao que é secundário. E a melhor forma de tomar decisões difíceis, é definindo prioridades de acordo com uma escala do mais ao menos importante, mais ou menos urgente e mais ou menos impactante.

Cruzando as tarefas e as suas respetivas informações, conseguirá chegar a uma escala de prioridades bem definida!

Organize-se!

Definidas as prioridades, é tempo de organizar o seu tempo e as suas tarefas profissionais e afazeres familiares, de forma a reduzir a sobrecarga de atividades e tornar os seus dias mais produtivos e a sua rotina mais eficiente e equilibrada. Além disso, a organização é fundamental para cumprir com a tabela de prioridades, não se esquecer de nenhuma tarefa e, principalmente, não procrastinar (deixando para depois e acabando por acumular o trabalho).

Delegue

Sendo possível, delegue algumas tarefas a quem de direito, em casa e no trabalho. Não se sinta constrangido por pedir ajuda!

Por mais dinâmico que seja, é impossível fazer tudo sozinho e para não se sobrecarregar, deve equilibrar o trabalho doméstico, bem como o trabalho no escritório: verifique se é possível contratar mais uma pessoa para o ajudar na empresa ou procurar uma empregada doméstica, por exemplo. Como vê, há muitas formas de conciliar vida profissional, familiar e pessoal!

Não seja perfecionista

Muitas pessoas perseguem o ideal da perfeição sem perceberem que nessa caminhada, mais do que sucesso profissional, encontram insatisfação, stress e ansiedade. Não lhes siga o exemplo!

Faça as coisas bem feitas, mas sem exigir mais do que o expectável e sem se culpabilizar se algo não correr de feição. Aceite as suas falhas, mas sem as usar como desculpa para reduzir o rendimento no trabalho ou para reduzir a importância do seu papel no seio da família.

Faça uma coisa de cada vez

Uma das formas de produzir resultados excecionais, sem perseguir o perfecionismo, é dedicando-se a uma coisa de cada vez. Isso significa deixar o telefone de lado quando está a brincar com o seu filho ou a elaborar um relatório de trabalho, por exemplo.

Se usar toda a sua energia e atenção em cada tarefa, impede que uma área da sua vida seja invadida por outra, e é por isso que esta é também uma das melhores formas de conciliar vida profissional, familiar e pessoal.

Mantenha o foco na qualidade

É muito importante perceber de uma vez por todas, que quantidade não é sinónimo de qualidade. O facto de fazer horas extra não significa que seja mais produtivo ou mais competente que o seu colega que sai às 18 horas em ponto.

Da igual forma, o facto de sair cedo para passar o máximo de tempo com a família, não significa que esse tempo tenha qualidade, pelo que o mais importante é dar o seu melhor durante o horário de expediente e fazer horas extra só mesmo se necessário… E dar o seu melhor à família, quando regressa a casa, deixando as preocupações com o trabalho de lado!

É claro que a sua carreira é importante, afinal permite-lhe sustentar a família e até concretizar alguns dos seus sonhos, mas é a convivência familiar que lhe dá a estabilidade emocional que precisa para ser feliz. Reconheça o valor destas duas esferas da sua vida e equilibre-as!

Informe-se acerca da legislação vigente

Pesquise pela legislação em vigor acerca da conciliação de vida profissional, familiar e pessoal, nomeadamente as medidas que dizem respeito à parentalidade, para poder encetar um diálogo mais eficaz com a sua entidade patronal e procurar soluções conciliatórias.

Conheça a cultura organizacional da sua empresa

E para terminar a lista de formas de conciliar vida profissional, familiar e pessoal, temos um conselho: procure conhecer também a cultura organizacional da empresa. Será que parou no tempo ou, pelo contrário, está a adotar boas práticas a nível de conciliação de vida profissional, familiar e pessoal?

Será que entende que a sua família é apenas um problema seu ou, pelo contrário, está a seguir a norma portuguesa NP 4552, e a definir os requisitos para a implementação e manutenção de um Sistema de Gestão da Conciliação entre a vida profissional, familiar e pessoal?

Se a sua empresa ainda não tem a certificação NP 4552, contacte Templum

  • Ajudamo-lo a implementar um sistema de dinamização das normas e boas práticas de conciliação, que assegure a satisfação dos trabalhadores e o aumento da notoriedade e rentabilidade do negócio.

  • Ajudamo-lo a recordar-se de forma continua que trabalho e família são faces da mesma moeda que se complementam, e que a produtividade advém do bem-estar!