Skip to main content
Segurança da Informação

Porque deve utilizar a ISO 27001 para implementar a Segurança da Informação no seu negócio

By Novembro 3, 2022Maio 31st, 2023No Comments
Rate this post

Conhece a expressão em latim “scientia potentia est”? Significa “conhecimento é poder” e apesar de ter sido enunciada há séculos atrás, nunca foi tão atual como hoje, devido à crescente necessidade de implementar a Segurança da Informação nas empresas para assegurar o aceso, integridade e disponibilidade de dados sensíveis.

Porque deve implementar a Segurança da Informação?

Porque a informação da sua empresa é um ativo precioso que precisa de ser protegido de ciberataques e outras ameaças que ponham em causa dados confidenciais. 

Repare que a sua empresa guarda nos computadores cada vez mais dados sensíveis sobre o negócio, e os seus clientes e outros parceiros, comunicam cada vez mais de forma digital, passando informação de carácter pessoal em inúmeras situações, seja para se registarem no seu site ou para comprarem um produto na sua loja online, por exemplo. E têm todo direito de esperar que os dados pessoais confiados à sua empresa (cartões de crédito, moradas, telefones, registos médicos…) fiquem acessíveis apenas para pessoas autorizadas! Só que por vezes, nem antivírus e firewalls, nem as melhores ferramentas de hardware e de software disponíveis no mercado conseguem evitar falhas de segurança, e por esse motivo há que procurar pela certificação adequada, o que é o mesmo que dizer: implementar a Segurança da Informação por meio de ações mais robustas, como a ISO 27001, que garante os chamados três pilares da Segurança da Informação:

  • 1. Confidencialidade

Na Segurança da Informação, a confidencialidade tem a missão de garantir que determinada informação não é disponibilizada ou divulgada a pessoas, entidades ou processos não autorizados. 

  • 2. Integridade

Na Segurança da Informação, a integridade tem a missão de manter e assegurar a precisão da informação durante todo o seu ciclo de vida, sendo que os dados não podem ser modificados de maneira não autorizada ou não detetada.

  • 3. Disponibilidade

Na Segurança da Informação, a disponibilidade tem por missão certificar que as informações atendem ao seu propósito e estão disponíveis quando necessário.

Estes três pilares correspondem a controlos de Segurança da Informação, assentes numa estratégia de defesa de dados. É a partir deles que pode e deve criar outros processos necessários para colocar em prática os mecanismos de segurança mais eficazes para a sua empresa.

Conheça todas as vantagens da ISO 27001 para empresas e clientes!

Mas o que é segurança da informação?

É um conceito que reúne um conjunto de processos concebidos e implementados para proteger informações eletrónicas, impressas ou em qualquer outro formato.

Imagine, por exemplo, que a sua empresa desenvolve projetos comerciais em várias frentes, mas não consegue impedir que esses dados sigilosos vão parar às mãos erradas e causem dados irreparáveis. Pode ser culpa de um hacker ou de um colaborador da empresa que enviou por engano um email de um cliente para a pessoa errada! Independentemente da origem da falha, importa perceber que com políticas, processos e métodos relacionados com Segurança da Informação, a sua empresa tende a não correr este tipo de riscos porque protege e analisa o uso da informação, o acesso não autorizado, a divulgação, gravação, modificação, destruição e interrupção de comunicações.

Porque deve utilizar a ISO 27001 para implementar a Segurança da Informação no seu negócio?

Porque a ISO 27001 tem requisitos para estabelecer, implementar, manter e melhorar continuamente um Sistema de Gestão de Segurança da Informação, através da aplicação de um processo de gestão de riscos, com princípios e controlos de Segurança da Informação que têm vindo a ser alterados e aperfeiçoados continuamente, permitindo que as empresas se previnam contra eventuais riscos causados pela falta de segurança.

Sumariamente, a norma está dividida em requisitos de gestão e requisitos de controlo. Os primeiros relacionam-se com a forma como a empresa gere os seus processos internos e têm por objetivo, assegurar a incorporação de uma cultura de segurança em toda a organização. Os segundos relacionam-se com controlos operacionais e visam garantir uma análise eficaz dos riscos e perigos e prevenir de forma objetiva vulnerabilidades da empresa.

Se bem se lembra, quando começou a preocupar-se com a área de Segurança da Informação, percebeu logo que não ia ser fácil manter a sua informação segura, já que além das ameaças constantes, existem vários obstáculos dentro da organização, tanto a nível burocrático, como a nível de configuração de serviços e formação de colaboradores. Ora, com a ISO 27001 pode dormir descansado porque tem um ambiente tecnológico seguro, filho de um processo eficaz de Gestão da Segurança da Informação.

Além disso, deve utilizar a ISO 27001 para implementar a Segurança da Informação no seu negócio porque a norma ajuda a cumprir com a lei (nomeadamente com o RGPD) e evidencia o compromisso da sua empresa com a Segurança da Informação, o que é muito vantajoso para gerar credibilidade, responder a clientes e parceiros de negócio que pedem (ou exigem) o documento e no fundo, impulsionar vantagens competitivas e destacar-se no mercado.

O que é a ISO 27001?

É uma norma de referência internacional que contém um modelo para estabelecer, implementar, operar, monitorizar, analisar, manter e melhorar um Sistema de Gestão de Segurança da Informação (SGSI). 

A certificação ISO 27001 é o padrão e a referência internacional para a Gestão da Segurança da Informação, assim como a certificação ISO 9001 é a referência internacional para a Gestão da Qualidade.

Numa época em que recolhe e produz cada vez mais informação, implementar a Segurança da Informação através da certificação ISO 9001, não é uma opção, é quase que uma obrigatoriedade para prevenir ameaças de modo estratégico e eficaz. 

Peça uma proposta à Templum!